A leitura na infância

Como formar um pequeno leitor e fazer da leitura na infância um hábito para a vida toda? Como despertar o interesse das crianças quanto ao hábito da leitura? Como estimulá-la de modo que seja algo prazeroso (e não uma obrigação)?

Quando se trata da educação dos pequenos, questionamentos como esses são bastante frequentes. Muitos pais apresentam dúvidas e incertezas sobre como auxiliar a criança a desenvolver-se em sua plenitude e a realizar diferentes conquistas, explorando suas potencialidades e promovendo sua confiança criativa.

Neste artigo nós vamos falar justamente disso! Então papais e mamães fiquem ligados! Afinal utilizar leitura no processo de desenvolvimento infantil e pensá-la como fonte privilegiada de crescimento, conhecimento e entretenimento é algo muito importante para os pequenos!

Aspectos de leitura

Antes vamos apresentar alguns aspectos relevantes ao processo de aquisição da leitura na infância, então não confunda:

  • Trabalhar a decodificação das palavras de um texto, que é desenvolver diferentes estratégias de leitura, compreensão e interpretação

Com:

  • Formar um leitor que é introduzir as crianças no universo cultural, letrado e criativo.

Logo, ensinar a criança a ler e interpretar um texto, construindo a competência leitora, é atribuição da escola.

Por outro lado, formar um novo leitor é atribuição de todos, desde a família até a instituição de ensino.

Assim, o hábito da leitura na infância deve ser incentivado desde a primeira infância, inserindo a criança em um ambiente motivador. Afinal, tão importante quanto ensinar a criança a ler, é torná-la uma leitora.

Nesse sentido, pare por alguns momentos e pergunte-se:

    • Que valor é atribuído ao ato de ler na atualidade dominada pelas mídias?
    • O que é oferecido à criança, visando à ampliação de seu repertório cultural e ao desenvolvimento intelectual?
  • Que lugar é dado à leitura no seu cotidiano?

O hábito da leitura na infância é uma conquista diária!

Ela demanda investimento, tempo e acompanhamento.

Toda aprendizagem é uma construção, alcançada a partir da combinação de fatores variados, dentre os quais se destacam as condições oferecidas à criança.

Isso mostra como os adultos são vitais nesse processo.

Levando em conta que a melhor parte da leitura, além de conhecer novos mundos é a de partilhar leituras.

A criança que ainda não lê convencionalmente pode “ler” por meio da leitura do adulto.

A leitura no desenvolvimento infantil

Segundo o autor Jean Piaget, é intrínseca ao ser humano a exploração do ambiente no qual se está inserido, desde seu nascimento. Em outras palavras, nós já nascemos exploradores e é por isso os pequenos apresentam curiosidade por tudo o que os cercam!

Por essa razão devemos aproveitar este momento “exploratório” para criar a paixão pelos livros e incentivar novos leitores!

leitura na infânciaQuando começa a leitura na infância

Um dos contatos iniciais que a criança estabelece com a leitura é realizado pela audição. O adulto lê (histórias, poesias, notícias, artigos, rótulos, placas, notas de revistas e jornais, bem como outros textos) e a criança ouve.

Isso acaba incentivando tal hábito e viabilizando a descoberta da função social da escrita e da leitura. Mais do que isso, ao ler para a criança, estamos inserindo-a no mundo letrado!

Isso faz dessa prática um processo privilegiado no desenvolvimento infantil e para aumentar o interesse na leitura na infância.

Além de ser uma forma de entretenimento, a leitura promove a todos que a utilizam (desde os pequenos até os grandes!);

    • Prazer
    • Acesso a novas informações
    • Ampliação do vocabulário
  • Exercício da criatividade

A adequação dos livros à cada faixa etária

As leituras em geral mobilizam afetos, suscitam sentimentos, transmitem informações e permitem o acesso à cultura e inauguram reflexões.

Nessa perspectiva, é importante que os materiais de leitura estejam sempre ao alcance da criança e que sejam diversificados. Isso permitirá a abertura para os diferentes gêneros discursivos e a ampliação do universo das letras. Entretanto, existe a necessidade de considerar a adequação a cada faixa etária.

A escolha do texto é fundamental para o incentivo à leitura, existindo critérios a serem seguidos.

Dicas de leitura da infância para pequenos de até os 3 anos

Dos primeiros meses até o terceiro ano de idade é um período em que já se pode introduzir gradativamente a leitura na vida da criança. É essencial criar o hábito da leitura e praticá-lo frequentemente. Assim, seu interesse é aguçado por meio de texturas, cores, sons e também pela voz de quem conta a história.

Dicas de leitura da infância para pequenos dos 4 aos 6 anosLeitura na infância

As ilustrações continuam sendo indispensáveis para esse período, mesmo sem o uso de texturas e dobraduras. Os contos de fadas e aventuras são gêneros atrativos. Procure escolher livros com poucas páginas, textos ampliados e espaçados – ou seja, livros mais lúdicos e divertidos.

Dicas de leitura da infância para pequenos dos 7 aos 9 anos

Nessa fase, a criança já está familiarizada com o hábito de ler e está iniciando a alfabetização. Essa é a época da curiosidade e da descoberta das preferências literárias do pequeno. As histórias com moral, como as fábulas, vão ajudar a ampliar a imaginação, caráter e repertório cultural da criança, além de desenvolver o seu vocabulário.

Dicas de leitura da infância para pequenos dos 10  aos 12 anos

Suspense e muita aventura são os assuntos que mais chamam atenção entre as crianças nessa fase. É o período da pré-adolescência, no qual as ilustrações, texturas e outros recursos utilizados para os leitores mais novos já cedem espaço para textos mais complexos. Essa é a fase de reflexão, em que o pequeno procura desvendar mistérios, curiosidades e outros quebra-cabeças.

Dicas de leitura para todas as idades!

É claro que existem tipos de histórias que atraem mais uma criança do que outra. Além de verificar a faixa-etária e o gênero, é sempre importante valorizar o gosto da criança – que vai se desenvolvendo cada vez mais com a leitura cotidiana.

A escolha adequada é necessária para que a criança entre em contato com textos e conteúdos que a interessem e que ela possa minimamente compreender.

Box Kids Club: a leitura na infância a partir de uma proposta diferenciada

Além da abordagem criativa da Box Kids Club, a proposta possibilita, a médio prazo, a criação de uma Biblioteca Pessoal. Isso porque, ao longo dos meses e anos, compõe-se um rico acervo cultural, contendo livros de diferentes assuntos,desde os livros-brinquedos, destinados às crianças pequenas, até os livros de histórias e contos de aventura.

Além disso, o projeto “cresce” com as crianças, ampliando o vocabulário, o texto, as ilustrações, os conteúdos abordados e as temáticas apresentadas.

Com essa iniciativa, a Box Kids Club auxilia a transpor um dos principais desafios da educação brasileira: incentivar e viabilizar um programa eficiente de leitura.

Resumindo, a Box Kids promove:

  • Aproximação dos pais e filhos a partir uma proposta que alia entretenimento e cultura;
  • Desenvolvimento da criatividade e a capacidade de produzir algo por si mesmo;
  • Ampliação do repertório cultural da criança;
  • Consolidação da função social da escrita e da leitura;
  • A partilha de experiência no universo letrado;
  • Viabilização do acesso a novas informações e vocabulário;
  • Incentivo a leitura na infância e com isso a formação de um futuro leitor.

Os adultos podem (e devem) explorar com as crianças as histórias, as ilustrações e as imagens, divertindo-se e mobilizando o interesse em aprender a ler. Possibilitando a descoberta do prazer nesse ato, permitindo a busca de novos conhecimentos e viabilizando o acesso aos saberes.

Afinal, o ponto de partida para o desenvolvimento de um leitor é a valorização da própria leitura em seu cotidiano, não só no contexto escolar, mas principalmente no âmbito familiar.

FECHAR
×

Carrinho